No final de mais uma semana, 57 dias após o primeiro caso confirmado e a 6 dias do final do Estado de Emergência, a atualização da situação epidemiológica foi feita. No dia de ontem, existiu referência a uma atualização na definição de um doente recuperado:

Para os doentes que não tenham cumprido internamento, ou seja, fizeram o seu processo de recuperação em casa, caso estejam há 14 dias sem sintomas e o seu teste seja negativo, será dado como recuperado.

Para a apresentação do boletim estiveram presentes Marta Temido, Ministra da Saúde e ainda Graça Freitas, Diretora Geral da Saúde. Os números hoje apresentados mostram um decréscimo em relação ao dia de ontem, no que aos casos confirmados diz respeito.

Com um número total de 23864 casos positivos, um acréscimo de 472 casos, representando uma diminuição comparativamente ao dia de ontem. O aumento é de 2,02%, uma diminuição em relação aos 2,61% de ontem.

Em relação ao número de óbitos, estes são agora de 903, um acréscimo de 23, representando um crescimento de 2,61%. A taxa de fatalidade é agora de 3,78%, num ligeiro aumento. Esta taxa é de 13,8% a partir dos 70 anos.

Em relação ao número de casos recuperados, este é agora de 1329, num crescimento de 52 recuperados.

Aguardam resultado laboratorial 4673 pessoas. O número de internados é de agora 1005 doentes, numa diminuição de 35 doentes, 182 deles nos cuidados intensivos, uma diminuição de 4 pessoas em relação ao dia de ontem.

Em caso de apresentar sintomas coincidentes com os do vírus (febre, tosse, dificuldade respiratória), as autoridades de saúde pedem que não se desloque às urgências. Ligue para a Linha SNS 24 (808 24 24 24).

Categorias: Notícias